segunda-feira, dezembro 03, 2012

Entre Pinups - Minha história de anorexia e Bulimia - continuação (17 dias, 17 posts - dia 9)

Olá leitores, hoje trago a continuação da história da Gabriela, se por acaso perderam o começo ontem aqui está: Entre Pinups - Minha história de anorexia e Bulimia (17 dias, 17 posts - dia 8) 


"... e naquele momento em uma cama de hospital eu vi que precisava parar com isso, parece que acordei para a realidade.
Ganhei mais apoio da minha família e amigos, comecei a seguir uma dieta feita por uma nutricionista, passava longe de balanças, não me pesava, comecei a voltar ao normal, claro, tive recaídas  foi difícil e ainda é, comecei a me aceitar comecei a moldar a beleza em mim, ao invés de eu me moldar aos padrões de beleza, foi difícil, frequentei grupos de reabilitações, vi garotas na mesma situação que eu, vi que com a minha historia eu poderia ajudar outras garotas que se tornam escravas da beleza.
O que eu tirei dessa experiencia é que é fundamental a gente se gostar, amar nosso corpo, não importa se vc é gordo ou magro, alto ou baixo, são as características que nos fazem diferentes, não é pecado ser gordinho, não é errado ser baixinho.
Hoje eu tenho 18 anos, procuro não me importar com o meu peso, me mantenho saudável, depois de tudo isso passei a ser mais auto confiante, e sendo assim as coisas melhoraram para mim, tenho um namorado maravilhoso que gosta de mim magra ou gorda.
Acho que a partir do momento em que a gnt se aceita como é as coisas melhoram.
Meu conselho é: Nunca achem que ser anoréxica ou bulímica vai ajudar, vc acha que ajuda mais na verdade só te prejudica, não vale a pena colocar em risco a vida para ser magra.

Beijos."

Resposta da Pequena Pinup:

"Oi flor, achei muito emocionante sua história, e sinto que pode ajudar muita gente!
Nós meninas somos muito influenciadas pela mídia, que muitas vezes mostra uma imagem de como "devemos" ser e pra ser sincera é quase impossível conseguir. De certo modo são subliminares, colocamos na cabeça que precisamos ser aquilo e não somos boas sendo nós mesmas, acho que você descreveu muito bem como atualmente a tv, internet, etc. modifica como pensamos e pode trazer danos péssimos e até irreversíveis, achei muito legal que você decidiu dividir conosco essa experiência, que pode ajudar muita gente a não seguir o mesmo caminho, pois saúde é algo que não se brinca, como você mesma disse "não vale a pena colocar em risco a vida para ser magra". Sinto que não preciso falar mais nada, sua experiência fala tudo! Só gostaria de acrescentar sobre o poder das palavras, muita gente coloca apelidos e te chamam de algo e nem sabem o quanto isso pode prejudicar alguém, pra ser sincera eu já sofri muito com essas coisas, basta alguém fazer um comentário que você já fica insegura em relação a si. É incrível como normalmente essas palavras ficam na cabeça, muitas vezes pro resto da vida, eu recordo de coisas ditas a mim desde que sou pequena (ainda sou em tamanho, mas idade hahaha), acho que todas devemos cuidar com isso, cuidar com o que falamos dos outros por que algum dia isso tudo pode voltar pra nós!

Agradeço sua participação no Entre Pinups e espero que sua experiência ajude muitas!! "

-

Então pessoal, qual a opinião de vocês? Alguém já teve uma experiência assim? Sofreu com palavras ditas a você ou com a pressão de ser de um certo jeito/tamanho? Espero que de algum modo isso tenha ajudado alguém!
Se ficou alguma dúvida, ou se quiserem conversar com a Gabi ela disponibilizou o e-mail dela.

Contato da Gabriela: gabbiefreud@hotmail.com

E para você que quer colaborar nesse quadro com sua experiência/história ou se quer desabafar sobre algo, mas não tem com quem falar, fique a vontade, sentirei o maior prazer em conversar com você. Mande para o e-mail do Entre Pinups.

e-mail: entrepinups@hotmail.com


Um beijo para todas e até amanhã! :)




8 comentários:

  1. muito emocionante a história dela! já sofri com distúrbios alimentares também e sei como é difícil falar sobre o assunto. muito corajoso da parte dela dividir isso com a gente! :)

    ResponderExcluir
  2. Gabriela Freudziak4 de dezembro de 2012 00:06

    Obg mais uma vez por publicar minha historia, espero que ela ajude a alertar as garotas sobre os riscos da anorexia e bulimia. O mais importante é saude sempre, antes de qualquer coisa :)
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Primeiramente parabéns pelo blog, adorei as dicas que vc posta aqui.
    Sou amiga da Gabbie e ela me indicou sua pagina, parabéns mesmo (vou indicar para as minhas amigas tbm kk).
    Sem duvida essa minha amiga é uma guerreira, espero que ela ajude tantas outras meninas com a sua historia, essa é sua missão e ela esta fazendo isso bem.
    Parabens Gabbie e muito sucesso para vc Renata!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Posso dizer de maneira crítica que a atitude da menina foi infantil(dã, será que porque ela era criança? herpderp), pois então ser magra é muito bacana não pelos padrões de beleza e sim pelo equilíbrio em si (eu acho gordura um horror, e eu já fui obesa >.< ver aquelas ondinhas na barriga me dá vontade de malhar, xô preguiça!).

    Bom, eu nunca tive o problema de ser igual aos outros (isso é um problema acreditem, ser desinteressada pelas pessoas me deixou sem amigas aihsuhsauish malditos jogos virtuais!). Mas então, eu já fui OBESA, e infelizmente minha pele é flácida por esse motivo. Mas, sempre tive em mente que não deve-se emagrecer de maneira estúpida. Então comecei a tomar chá verde no meio da manhã e 3 bolachinhas salgadas (antes tomava café, mas abandonei o pão) e voltava da escola a pé (equivalente à 1h+). Chorava todos os dias porque demorava muito perder essa gordura. Até o dia em que eu me olhei no espelho peladinha (ui). E perguntei à mim mesma:

    - Você está bem assim? Quem você é? Qual seu objetivo.

    E então minha vida mudou, comecei a me controlar SEMPRE com a consciência que parar de comer é algo que prejudica a saúde. Até porque se eu ficasse sem comer UM DIA eu desmaiava.

    Essa sou eu com 13 anos: http://fotolog.terra.com.br/foto.cgi/49ud_KAqnLFGG5RE3jZ6ByOLgD96-xZKxWXYZdygBs2vvTC7Sf3o_21eMga8-I/12.jpg

    As roupas largas disfarçavam, e nessa época eu era gorda mesmo. Tipo uns 5 pneus!

    Essa sou eu no início desse ano:
    http://sphotos-c.ak.fbcdn.net/hphotos-ak-ash4/302829_280290005423995_1838011114_n.jpg

    Tenho 1,57 e 57 kg engordei btw. Mas, nessa época eu tinha 52kg que é o ideal pra mim.

    As mulheres são motivadas pelo esforço das outras, porém só depende delas ter uma atitude quanto à isso. Eu adoraria fazer um blog retratando histórias de sucesso...! Mas, não tenho muitas amigas (em torno de 5) como disse XD forever aloneee

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. flor, até entendi seu ponto de vista, mas julgar alguém a ser infantil por ter uma ação dessas, ninguém tem direito! Pois cada um tem seus problemas, e nunca sabemos o que uma pessoa teve que passar pra enfrentar uma coisa dessas, quem saiba um desequilíbrio emocional, psicológica, etc. etc.
      Mas então, ter saúde é o essencial, e nós seres humanos não fomos feitos pra carregar gordura, e cuidando da saúde trás uma vida muito melhor e mais longa. beijos

      Excluir

Olá, o blog mudou de endereço!! Acesse o novo: http://pequenapinup.com/